Fitch reafirma classificação 'AAA' da França

A agência de classificação de risco Fitch manteve o rating da França em "AAA", numa amplamente esperada revisão nesta sexta-feira, mas alertou que um pico esperado na dívida em 2014 é o limite que poderia aceitar a para um país com uma nota de crédito de alto nível.

Reuters

14 de dezembro de 2012 | 10h59

A Fitch é a única agência a manter o rating de "AAA" para segunda maior economia da zona do euro. Ela manteve a sua perspectiva negativa, informnado que isso indica que a chance de um rebaixamento no futuro é um pouco maior do que 50 por cento.

A Fitch informou ainda que estava elevando a sua previsão para a dívida do país em 2014 para 94 por cento do Produto Interno Bruto (PIB), ante 92 por cento, maior do que qualquer país bem avaliado, exceto os Estados Unidos e a Grã-Bretanha.

"Isso está no limite do nível de consistência de endividamento com a França mantendo o 'AAA', assumindo que a dívida pública está firmemente no caminho sustentável para baixo a partir de 2014", informou a Fitch em comunicado.

O ministro das Finanças francês, Pierre Moscovici, disse que o rating da Fitch é um "incentivo" e uma "força motivadora", confirmando que o governo está certo em perseguir suas metas de redução da dívida.

Sobre a decisão da Fitch, o presidente da França, François Hollande, afirmou: "Não decidimos a política econômica de acordo com os ratings de crédito."

No mês passado, a Moody's reduziu o rating da França em um ponto, de " AAA" para "Aa1" --causando apenas a reação silenciosa dos investidores--, seguindo um rebaixamento semelhante da Standard & Poors, em janeiro.

(Reportagem de Alexandria Sage)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROFITCHFRANCA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.