Brendan McDermid/Reuters
Brendan McDermid/Reuters

Fitch revisa previsão de crescimento global para 3,1% em 2019

Em maio, agência de classificação de risco havia previsto crescimento ligeiramente maior, de 3,2%

Gabriel Bueno da Costa, O Estado de S.Paulo

21 Setembro 2018 | 09h57

A Fitch afirma em relatório que as políticas comerciais dos Estados Unidos atingiram um ponto em que afetam a perspectiva econômica global. Nesse contexto, a agência cortou sua projeção para o crescimento global para 2019, por causa da "batalha comercial" entre EUA e China. Em maio, ela esperava avanço de 3,2% no PIB global no próximo ano, mas agora projeta alta de 3,1%.

"A guerra comercial agora é uma realidade", afirmou Brian Coulton, economista-chefe da Fitch. Segundo ele, as tarifas americanas sobre US$ 200 bilhões em produtos chineses terão um impacto no crescimento. Além disso, os riscos de baixa aumentaram. Especificamente no crescimento da China, a agência projeta avanço de 6,1% no próximo ano, quando em maio esperava 6,3%.

Apesar dos ajustes, a perspectiva para o crescimento global segue "forte", com expectativa de crescimento de 3,3% neste ano, após avanço de 3,2% em 2017, diz a Fitch. Ela alerta, contudo, que o crescimento está se tornando menos equilibrado e menos sincronizado. A Fitch revisou em baixa suas projeções para as economias emergentes.

No caso dos EUA, ela espera agora crescimento de 2,9% em 2019, quando antes projetava 2,8%. Já na zona do euro, a previsão para o crescimento no ano atual foi reduzida, de 2,3% para 2,0%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.