Paulo Whitaker/Reuters
Paulo Whitaker/Reuters

Fitch tira grau de investimento da Petrobrás

Agência era a última entre as três grandes casas pela qual a petroleira ainda possuía o chamado 'selo de bom pagador'; decisão afeta cerca de US$ 50 bilhões em dívida

Francine De Lorenzo, O Estado de S.Paulo

17 de dezembro de 2015 | 20h24

A agência de classificação de riscos Fitch retirou o grau de investimento da Petrobrás nesta quinta-feira, 17. A nota de crédito da estatal foi rebaixada de BBB- para BB+. A perspectiva é negativa, o que indica a possibilidade de um novo corte na nota.

A Fitch era a última entre as três grandes casas pela qual a Petrobrás ainda mantinha o chamado "selo de bom pagador". A estatal perdeu o grau de investimento pela Standard and Poor's em setembro deste ano, na esteira do rebaixamento do País pela agência. Em fevereiro, por conta dos prejuízos causado pela corrupção revelada pela Operação Lava Jato, a Moody's já havia rebaixado a nota da petroleira para o terreno especulativo. 

Segundo a Fitch, a decisão afeta cerca de US$ 50 bilhões em dívida da Petrobrás International Finance Company, Petrobrás Global Finance e Petrobrás Argentina garantidas pela Petrobrás.

A decisão da Fitch ocorre um dia após a agência retirar o grau de investimento do Brasil. A redução da meta fiscal e a crise política foram dois dos fatores que contribuíram para a piora na avaliação da agência.

 

Tudo o que sabemos sobre:
FitchPetrobrás

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.