Henny Ray/AFP
Henny Ray/AFP

Pfizer anuncia compra da Medivation por US$ 14 bilhões

Com a aquisição, gigante farmacêutica tenta expandir sua linha de medicamentos contra o câncer

Dow Jones Newswires

22 de agosto de 2016 | 12h12

A Pfizer anunciou nesta segunda-feira a compra da empresa de biotecnologia Medivation por US$ 81,50 por ação, ou US$ 14 bilhões, em um movimento para adquirir uma das empresas mais cobiçadas do mercado multibilionário de medicamentos contra o câncer.

O medicamento produzido pela companhia baseada em San Francisco, o Xtandi, atua contra o câncer de próstata e gera cerca de US$ 2 bilhões por ano em venda, com potencial de dobrar a arrecadação, segundo analistas.

A Pfizer afirmou que o negócio irá adicionar US$ 0,05 por ação aos lucros após 12 meses da compra, ao passo que não deve causar impacto sobre a perspectiva para o resultado de 2016.

A gigante farmacêutica vem tentando expandir sua linha de medicamentos para câncer, e o Xtandi deve ser vendido ao lado do Ibrance, uma droga desenvolvida para tratar o câncer de mama. 

A aquisição deve também empurrar para frente os planos do executivo-chefe da companhia, Ian Read, de impulsionar o que chama de lado inovador dos negócios da companhia. Segundo ele, a Pfizer deve decidir até o fim do ano se irá se dividir em duas empresas, uma que vende medicamentos mais novos e outra cujas drogas perderam a patente.

O câncer é um dos maiores mercados para a indústria farmacêutica, cujas vendas chegam a US$ 80 bilhões por ano e apresentam crescimento médio de 10% ao ano, de acordo com a EvaluatePharma.

Apesar de cobrarem altos preços, comumente passando de US$ 100 mil por paciente por ano, essas companhias não têm enfrentado dificuldades em mantê-los pagando, o que tem dificultado a venda de medicamentos para outras doenças.

Tudo o que sabemos sobre:
PfizerCâncerMedicamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.