Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Fluxo cambial de setembro ficou positivo em em US$ 5,134 bi

O fluxo cambial(entrada de dólares no País por operações financeiras e comerciais) de setembro ficou positivo em US$ 5,134 bilhões, de acordo com informações divulgadas nesta quarta-feira pelo Banco Central (BC). Em igual mês do ano passado, o fluxo havia ficado negativo em US$ 1,298 bilhão. Em agosto último, o resultado positivo do fluxo tinha sido de US$ 1,291 bilhão. O resultado do mês passado é o maior desde os US$ 7,504 bilhões de maio deste ano. No período de janeiro a setembro a deste ano, o fluxo cambial está positivo em US$ 32,047 bilhões. No mesmo período do ano passado, o fluxo positivo estava em US$ 9,491 bilhões.O fluxo financeiro, de acordo com os dados do BC, ficou negativo em US$ 366 milhões no mês passado. O total de ingressos pelo segmento financeiro do mercado de câmbio ficou em US$ 14,516 bilhões no mês passado. As saídas, por sua vez, ficaram em US$ 14,882 bilhões. Nas saídas, estão contabilizadas as compras de dólares feitas pelo Tesouro Nacional para o pagamento de compromissos da dívida externa. Em setembro do ano passado, o fluxo financeiro havia ficado negativo em US$ 4,322 bilhões, com US$ 9,693 bilhões de entradas e US$ 14,015 bilhões de saídas.No segmento comercial, o fluxo de setembro ficou positivo em US$ 5,501 bilhões, maior valor desde os US$ 7,330 bilhões de maio deste ano. As contratações de câmbio para exportação no mês passado ficaram em US$ 12,522 bilhões. Pelo lado das importações, as contratações ficaram em US$ 7,022 bilhões. Em setembro do ano passado, o fluxo comercial tinha sido positivo em US$ 3,023 bilhões, com US$ 9,764 bilhões de câmbio para exportação e US$ 6,741 bilhões para importação. No acumulado de janeiro a setembro deste ano, o fluxo comercial está positivo em US$ 41,972 bilhões.O BC também informou que, no mês passado, a posição de câmbio dos bancos ficou comprada em US$ 2,419 bilhões. Em agosto, a posição de câmbio ainda estava vendida em US$ 979,4 milhões. A variação mostra que, em setembro, o BC não comprou todo o fluxo de US$ 5,134 bilhões.

Agencia Estado,

04 de outubro de 2006 | 13h09

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.