coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Fluxo cambial é positivo em US$ 8,769 bi até dia 20

O fluxo cambial está positivo em US$ 8,769 bilhões em maio até dia 20, informou nesta terça-feira, 22, o chefe do Departamento Econômico do Banco Central (BC), Tulio Maciel. As operações financeiras responderam por uma entrada líquida de US$ 284 milhões, diferença entre entradas de US$ 21,103 bilhões e saídas de US$ 20,820 bilhões. No comércio exterior, o saldo está positivo em US$ 8,485 bilhões, com importações de US$ 10,015 bilhões e exportações de US$ 18,500 bilhões. Nas exportações, estão incluídos US$ 2,954 bilhões em ACC, US$ 9,103 bilhões em PA e US$ 6,444 bilhões em outras entradas.

EDUARDO CUCOLO E EDUARDO RODRIGUES, Agencia Estado

22 de maio de 2013 | 12h40

A forte entrada de recursos no País no período contribuiu para que os bancos passassem de uma posição vendida de US$ 5,113 bilhões no fim de abril para uma posição comprada de US$ 3,312 bilhões no dia 20 de maio no mercado de câmbio.

Sobre o financiamento do déficit em conta corrente do Brasil, Maciel avaliou que as condições continuam favoráveis. "Uma característica de países em desenvolvimento é ter déficits em transações correntes, que não devem ser permanentes, mas que representam uma migração de poupança externa que contribui para a ampliação dos investimentos nesses países", afirmou.

Segundo Maciel, como a poupança doméstica é relativamente baixa no Brasil, essa poupança externa contribui para o aumento da taxa de investimentos no País em relação ao PIB. "As condições de financiamento da balança de pagamento decorrem, em sua maior parte, do Investimento Estrangeiro Direto (IED), que é a forma mais salutar de financiar o déficit em transações correntes. Além disso, as condições de prazos e custos de empréstimos, captações e taxas de rolagem também se mostram favoráveis", concluiu.

Tudo o que sabemos sobre:
bccontas externasabrilfluxo cambial

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.