Fluxo cambial em junho registra saída de US$ 955 milhões

O fluxo cambial de junho fechou negativo em US$ 955 milhões, conforme divulgou nesta manhã pelo Banco Central (BC). O número veio menor que a prévia divulgada na semana passada pelo chefe do Departamento Econômico (Depec) do Banco Central, Altamir Lopes, que estava negativa em US$ 1,454 bilhão até o dia 23 do mês passado. O número fechado de junho ainda ficou abaixo dos US$ 1,461 bilhão de perda verificada em igual mês do ano passado. O resultado de junho, como alertou Lopes na semana passada, foi impactado pelo pagamento do Bradesco pela compra do BBV, no valor de aproximadamente US$ 600 milhões. O primeiro semestre do ano, com isso, terminou com um fluxo cambial positivo em US$ 939 milhões. Em igual período de 2002, o fluxo tinha sido negativo em US$ 4,204 bilhões. Operações internacionaisAs contas de não-residentes (CC5) fecharam o mês passado com um saldo negativo de US$ 5 milhões. Na prévia da semana passada, o fluxo destas contas estava negativo em US$ 6 milhões. O fluxo de junho do ano passado tinha sido negativo em US$ 605 milhões. No acumulado do ano, as contas CC5 registram saída líquida de recursos do País no total de US$ 1,160 bilhão, contra os US$ 2,581 bilhões de igual período de 2002. As contratações de câmbio vinculadas ao comércio externo tiveram em junho um saldo positivo de US$ 1,973 bilhão, o menor desde o saldo de US$ 943 milhões registrado em março último. O valor também é inferior aos US$ 3,301 bilhões de junho do ano passado. As contratações de câmbio para exportação em junho ficaram em US$ 5,635 bilhões e as de importação somaram o equivalente a US$ 3,661 bilhões. O primeiro semestre fechou com um saldo cambial de comércio externo positivo em US$ 11,327 bilhões, sendo US$ 33,279 bilhões de exportações e US$ 21,952 bilhões de importações. O primeiro semestre de 2002 havia fechado com um saldo positivo de US$ 8,451 bilhões, com US$ 28,795 bilhões de exportações e US$ 20,344 bilhões em importações. No financeiro, o BC registrou em junho uma saída líquida de recursos de US$ 2,923 bilhões em junho, contra os US$ 4,157 bilhões de igual mês de 2002. As entradas, segundo o BC, ficaram em US$ 6,572 bilhões no mês passado e as saídas corresponderam a US$ 9,495 bilhões. No primeiro semestre do ano, o financeiro ficou negativo em US$ 9,229 bilhões, contra os US$ 10,074 bilhões em igual período do ano passado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.