seu bolso

E-Investidor: O passo a passo para montar uma reserva de emergência

Fluxo de veículos em vias pedagiadas é estável em abril

O fluxo total de veículos pelas estradas pedagiadas em abril ficou estável com relação a março, na série com ajuste sazonal, segundo o Índice ABCR, calculado pela Associação Brasileira de concessionárias de Rodovias (ABCR) e a Tendências Consultoria Integrada. Pela mesma base de comparação, o movimento de veículos leves pelas praças de pedágios no mês passado recuou 2,1% ante março. Já a circulação de veículos pesados cresceu 4% na em igual comparação.

GUSTAVO PORTO, Agencia Estado

10 de maio de 2013 | 10h58

Em comparação a abril de 2012, a circulação total de veículos pelas estradas pedagiadas cresceu 1,1%. Em igual base de comparação o fluxo de veículos leves recuou 2,5% em abril e o de veículos pesados aumentou 11,3%.

Para Rafael Bacciotti, economista da Tendências, o recuo no fluxo de leves "reflete o desempenho do emprego e da renda que continuam a crescer, porém em um ritmo menor". Já a alta no fluxo de pesados em abril "tem forte relação com o agronegócio, principalmente a questão da supersafra de soja, que aumenta o deslocamento de caminhões para o transporte da carga", disse.

Ainda segundo os dados, o fluxo total acumulado de veículos nas estradas pedagiadas em 12 meses encerrado em abril acumula crescimento de 3,8%. No período, o fluxo de veículos leves apresentou crescimento de 4,3% e o dos pesados, avanço de 2,3%.

Estradas paulistas

De acordo com o Índice ABCR, o fluxo de veículos nas estradas paulistas sob administração privada caiu 0,1% em relação a março, com ajuste sazonal. No mesmo período, o tráfego de veículos leves recuou 0,6% e o de pesados cresceu 2,4%. Na comparação com abril de 2012, o fluxo total de veículos nas estradas paulistas cresceu 1,5%, o de leves caiu 2% e o dos pesados aumentou 11,3%.

No Paraná, o fluxo total encerrou abril com recuo de 1,9% ante março. A circulação dos leves caiu 6,6% ante março, mas a de pesados subiu 6,6%. Na comparação com abril do ano passado, o fluxo total recuou 0,6%, com a movimentação dos leves caindo 7,3% e a dos pesados tendo alta de 11,6%.

No Rio Grande do Sul, o fluxo total de veículos medido pelo índice ABCR em abril recuou 0,1% na comparação com março, com ajuste sazonal, o movimento dos leves caiu 2,5% e o de pesados subiu 12,9%. Sobre abril do ano passado, o fluxo total de veículos nas estradas gaúchas ficou estável, o de leves caiu 5,7%, e o de pesados subiu 15,3%.

Já nas estradas fluminenses, o fluxo total de veículos em abril ante março ficou estável, assim como o fluxo de leves. Já o movimento de pesados subiu 2%. Em relação a abril do ano passado, a movimentação total de veículos nas estradas sob concessão no Rio de Janeiro cresceu 1,9%, a dos leves avançou 0,5% e a dos pesados, 8,4%.

Tudo o que sabemos sobre:
estradasfluxoabril

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.