Fluxo diminui e índice fecha em baixa pelo 4o dia

Com baixo volume de negócios, o principal índice da bolsa paulista encerrou a quinta-feira descolado de Wall Street e com a quarta queda consecutiva.

REUTERS

18 de junho de 2009 | 18h12

O Ibovespa recuou 0,28 por cento, a 50.903 pontos --menor pontuação desde 25 de maio. O volume do pregão foi de 3,45 bilhões de reais, abaixo da média diária de 5 bilhões de dólares deste mês.

"Nossa bolsa subiu muito fortemente e passa a ter um cenário de acomodação à espera de mais dados que confirmem (a avaliação de melhora da economia)", afirmou o gerente de pesquisa da Planner Corretora, Ricardo Tadeu Martins.

Do início do ano até 12 de junho, último fechamento no azul, o Ibovespa acumulou ganhos de mais de 40 por cento.

"O mercado acabou tendo um rali pelo fluxo estrangeiro, um capital que estava sem opção pelo mundo", lembrou o profissional, acrescentando que nos últimos dias houve saída dos investidores estrangeiros da bolsa.

Na última segunda-feira, as vendas de ações por esse grupo de aplicador superaram as compras em cerca de 300 milhões de reais. Em maio, a bolsa paulista havia registrado a maior entrada líquida de investimentos estrangeiros da história.

"Parece que ainda há muita dúvida pela frente", completou o o gerente da Planner. Ele também citou o recém anunciado plano do governo norte-americano para reformar a regulação do sistema financeiro como algo que merece atenção.

Mais uma vez, ações de empresas ligadas a commodities tiveram o maior peso na desvalorização do Ibovespa.

As blue chips Petrobras e Vale caíram, respectivamente, 0,9 por cento (para 31,76 reais) e 1,0 por cento (a 31,56 reais).

Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) apresentou baixa de 1,5 por cento, aos 43,58 reais. Cosan caiu 4,9 por cento, para 14,09 reais.

Nos Estados Unidos, o índice Dow Jones subiu 0,69 por cento, enquanto o Nasdaq acabou praticamente estável.

Dados sobre o mercado de trabalho e o setor manufatureiro do Meio-Atlântico do país deram alguns sinais de recuperação depois das mínimas alcançadas com a crise global.

(Por Daniela Machado)

Tudo o que sabemos sobre:
BOVESPAFECHAFINAL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.