Fluxo e arbitragem fazem dólar fechar em baixa, a R$1,627

O dólar encerrou em queda nestasegunda-feira, apesar do mau humor dos mercados acionários,acompanhando o fluxo de entrada de recursos no país. A moeda norte-americana caiu 0,49 por cento, a 1,627 real.No ano, a divisa já acumula queda de mais de 8 por cento. "O dólar está em linha com o fluxo, e temos um ligeirofluxo (positivo)", afirmou Marcos Forgione, analista da HencorpCommcor Corretora. Forgione acrescentou que a tendência da moedanorte-americana continua sendo de queda, principalmente com "osjuros em alta e fortes expectativas inflacionárias". Na última quarta-feira, o Comitê de Política Monetária(Copom) do Banco Central elevou a taxa Selic pela segunda vezconsecutiva, para 12,25 por cento ao ano. Segundo levantamento feito pelo BC, o mercado financeiroelevou para 5,55 por cento a estimativa para a variação doÍndice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) deste ano. Para o gerente de câmbio de um banco estrangeiro que nãoquis ser identificado, o mercado cambial ainda está bastanteconcentrado nos mercados externos. "O mercado (interno) está atento a qualquer situação láfora, e o dólar reflete isso", afirmou. Nesta segunda-feira, o índice Dow Jones apresentava alta,mas a valorização era limitada por notícias de mais impactos dacrise de crédito sobre instituições financeiras. Os índices Nasdaq e Standard & Poor's 500 operavam novermelho. A Bovespa apresentava baixa de pouco mais de 1,0 porcento. "O Dow Jones reverteu um pouco (as máximas da sessão) comproblemas com bancos, mas hoje o fluxo e a arbitragem estãosegurando esse dólar (em queda)", acrescentou o gerente,lembrando que os fundamentos da economia brasileira continuamatrativos para os investidores estrangeiros. No meio da sessão, o BC realizou um leilão de compra dedólares no mercado à vista. A autoridade monetária definiu taxade corte em 1,6239 real e aceitou, segundo operadores, ao menosquatro propostas. (Edição de Daniela Machado)

FABIO GEHRKE, REUTERS

09 de junho de 2008 | 16h30

Tudo o que sabemos sobre:
DOLARFECHA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.