FMI anuncia que renovação do acordo depende só do governo

O diretor-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Rodrigo de Rato, disse que a renovação do acordo do Brasil com o FMI depende apenas do governo brasileiro. Em entrevista à imprensa após palestra na Universidade Columbia, Rato disse que "o Brasil tem tido um desempenho macroeconômico bastante bem-sucedido, com foco no crescimento". Para Rato, o governo brasileiro tem uma agenda de reformas muito importante. "Nesse sentido, o governo brasileiro tem a confiança da comunidade internacional e doméstica." Segundo ele, o FMI tem trabalhado com o governo brasileiro tanto na gestão anterior como na atual gestão no que classificou de colaboração bastante positiva.De acordo com Rato, o atual programa com o FMI tem uma característica preventiva porque as últimos valores não foram sacadas. Assim, dependerá do governo brasileiro decidir em quais outras modalidades o governo desejará continuar a colaboração com o FMI - monitoramento (surveillance), assistência técnica ou assessoramento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.