FMI aponta aumento de recursos para emergentes em 2004

O Fundo Monetário Internacional (FMI), em seu relatório "Estabilidade Financeira Global", divulgado hoje, afirma que os fluxos de investimentos diretos estrangeiros (IDEs) para mercados emergentes devem melhorar em 2004 diante das perspectivas de fortalecimento da economia mundial.Segundo o Fundo, indicadores preliminares mostram que os fluxos de IDEs para os emergentes continuaram a cair em 2003. Entretanto, essa declínio foi menor do que no ano anterior e "refletiu amplamente os IDEs reduzidos para o Brasil e países que estão em processo de integração à União Européia".O FMI afirmou que os fluxos de investimentos diretos para a América Latina caíram menos em 2003 do que no ano anterior. A queda dos fluxos para o Brasil (-43%), México (-15%) foram as grandes responsáveis pela performance fraca da região. "O declínio no Brasil reflete, parcialmente, a diminuição do amplo processo de privatização nos setores de telecomunicações e energético", afirmou. Segundo o Fundo, os fluxos de IDEs para a Argentina parecem ter se estabilizado em níveis muito baixos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.