FMI aprova empréstimo de US$ 1,13 bi para o Uruguai

O Fundo Monetário Internacional (FMI) aprovou uma linha de crédito de US$ 1,13 bilhão para o Uruguai, para ajudar a estabilizar a economia do país nos próximos três anos. A aprovação do empréstimo significa que o Uruguai, que vem lutando com a elevada dívida do governo e o fraco ambiente de investimentos, ganhará acesso imediato a cerca de US$ 45,3 milhões em recursos do FMI. A linha de crédito estará disponível até a metade de 2008, informou o Fundo. O Uruguai, que em 2002 sofreu uma severa crise financeira, tem trabalhado com o FMI para implementar uma série de reformas econômicas.Agustin Carstens, vice-diretor-gerente do FMI, disse em nota que o desempenho do país nessa área "tem sido muito favorável". Contudo, é preciso fazer muito mais, disse. "A fraqueza e os riscos permanecem, incluindo a enorme dívida pública, fraqueza no setor financeiro e obstáculos para investimentos que dificultam o potencial de crescimento do Uruguai", disse Carstens. Ele também citou atrasos na reforma da previdência e tributária que "deixam as contas fiscais vulneráveis a choques e custos inesperados". As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.