finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

FMI: Brasil é destaque nos resultados de política fiscal

O diretor do Departamento do Hemisfério Ocidental do Fundo Monetário Internacional (FMI), Anoop Singh, afirmou que o Brasil se destaca na América Latina nos resultados fiscais. Ao apresentar o relatório Perspectivas Econômicas das Américas, em seminário na Fundação Getúlio Vargas (FGV), o dirigente do FMI destacou que o Brasil apresenta bons fundamentos econômicos, como a inflação sob controle e boa velocidade de expansão do Produto Interno Bruto (PIB), ao mesmo tempo que administra bem as contas públicas, inclusive com um expressivo superávit primário.Para Singh, o Programa Bolsa Família é um exemplo de um programa social "bastante eficiente" que beneficia cerca de 11 milhões de famílias a um "custo baixo", equivalente 0,5% do PIB. Ele ressaltou que os governos da América Latina devem melhorar o controle dos gastos públicos para ter mais recursos disponíveis para programas que diminuam as desigualdades sociais.Os comentários de Annop Singh foram feitos durante apresentação do relatório Perspectivas Econômicas das Américas, lançado em seminário da Fundação Getúlio Vargas (FGV), organizado em parceria com o Ministério da Fazenda. A abertura do evento foi realizada pelo presidente do Banco Central, Henrique Meirelles. Também participam do evento o Secretário de Acompanhamento Econômico, Nelson Barbosa, o presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Márcio Pochmann, e os professores Luis Carlos Bresser-Pereira, da FGV-SP, e Ricardo Carneiro, da Unicamp e o senador Eduardo Suplicy.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.