Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

FMI conclui revisão de acordo com Paraguai e prorroga prazo

O Fundo Monetário Internacional (FMI) aprovou, ontem, a terceira revisão do programa de crédito de US$ 76 milhões concedido ao Paraguai. O organismo internacional prolongou a linha por mais seis meses. "A performance macroeconômica do Paraguai melhorou significativamente com o respaldo do programa do Acordo Stand-by", afirmou, em comunicado, o vice-diretor gerente do FMI, Takatoshi Kato."O crescimento econômico foi sustentado em 2004 a despeito da seca, a inflação desacelerou-se significativamente, as reservas cresceram e o câmbio se estabilizou", observou o comunicado. O FMI avaliou ainda que, do lado estrutural, foram aprovadas artigos importantes da legislação econômica nos últimos doze meses, incluindo a lei de ajuste fiscal, o código do consumidor, a lei de resolução bancária e a reforma do sistema público de pensão.Originalmente assinado em dezembro de 2003 para um prazo de 15 meses, o acordo vencerá agora em setembro de 2005. O Paraguai tem tratado a linha de crédito como preventiva. Ao aprovar a prorrogação, o conselho do FMI concedeu waivers para dois pontos não atingidos dentro da performance quantitativa e em dois critérios de performance estrutural. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

21 de dezembro de 2004 | 11h30

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.