FMI confirma discussão sobre empréstimos para diversos países

Porta-voz afirma que Fundo tem 'recursos consideráveis e pode torná-los disponíveis rapidamente'

Suzi Katzumata, da Agência Estado,

23 de outubro de 2008 | 16h38

O Fundo Monetário Internacional (FMI) confirmou, por meio de um porta-voz, que está discutindo possíveis pacotes de empréstimos para um número de países. O Fundo não quis mensurar os volumes em dólar dos empréstimos em potencial, mas disse que "tem recursos consideráveis livres para emprestar, que pode tornar disponíveis rapidamente se necessário."  Veja também:Consultor responde a dúvidas sobre crise  Como o mundo reage à crise  Entenda a disparada do dólar e seus efeitosEspecialistas dão dicas de como agir no meio da crise A cronologia da crise financeira  Dicionário da crise  O porta-voz disse que o Fundo está "reformando seus instrumentos de empréstimos para torná-los melhor adaptados para as necessidades de financiamento dos membros". O FMI já disse que está discutindo potenciais pacotes de empréstimos com a Hungria, Paquistão e Bielo-Rússia. O Fundo estima que tem mais de US$ 250 bilhões em fundos disponíveis para empréstimos.  O rumor de que o FMI (Fundo Monetário Internacional) prepara um pacote único de ajuda aos mercados emergentes em geral, e não pacotes diferenciados país por país como costuma fazer, circulou esta manhã em alguns mercados de câmbio e da dívida emergente. Win Thin, estrategista de câmbio da corretora Brown Brothers Harriman, disse que não dá muito crédito às especulações, porque não seria a forma de atuação do FMI. Mas ele admitiu que estes são momentos peculiares, sugerindo que isso poderia fazer a Fundo mudar seus métodos de empréstimos.

Tudo o que sabemos sobre:
Crise FinanceiraCrise nos EUAFMI

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.