FMI contrata agências de relações públicas para melhorar imagem

O Fundo Monetário Internacionalcontratou duas famosas agências de relações públicas paraajudar a divulgar a mensagem do fundo para o mundo emdesenvolvimento, uma ação que também procura melhorar a suaimagem. O porta-voz Masood Ahmed afirmou que o FMI contratou por umano a Hill & Knowlton para assumir a assessoria de imprensa noOriente Médio e Ásia e a Amo/Euro RSCG para assumir a África eAmérica Latina. A Euro RSCG, sediada em Paris, gerenciava as relaçõespúblicas de Strauss-Kahn, ex-ministro das Finanças da França,em sua campanha para se tornar o líder do FMI no último anoapós uma inesperada renúncia do ex-diretor-gerente do FMIRodrigo Rato. Ahmed afirmou que os dois contrato combinados valem entre1,5 milhão e 2 milhões de dólares seguindo e foram feitos natentativa do FMI de cortar custos terceirizando parte de suastarefas. O FMI tem procurado poupar 100 milhões de dólares por anoem meio à queda de receita, que tem sido fortemente cortadapela falta de demanda por seus empréstimos. E ainda temoferecido planos para cortar aproximadamente 380 empregos. O FMI tem lutado para recuperar a sua reputação em diversospaíses em desenvolvimento, incluindo na Ásia, onde a suareputação permanece manchada após 10 anos da crises financeirada região. "Nós estamos comprometidos em tentar melhorar o caminhopara podermos alcançar e responder as preocupações e críticassobre o fundo e explicar o que fazemos", disse Ahmed. (Reportagem de Lesley Wroughton)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.