FMI defende ampliar coordenação para garantir retomada

Uma maior coordenação global é necessária para garantir uma recuperação duradoura da crise financeira, disse o vice-diretor-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), John Lipsky, nesta terça-feira.

REUTERS

15 de setembro de 2009 | 10h54

"Nós aprendemos algumas lições muito claras", afirmou à BBC World TV, em entrevista pelo aniversário do colapso do banco Lehman Brothers ocorrido há um ano.

"Algumas mudanças estão a caminho, claro que continuamos a ver se a comunidade global pode realizar todas as mudanças que são reconhecidas como necessárias, mas isso exigirá determinação política e cooperação para ter sucesso", acrescentou.

"Especificamente, eu estou pensando sobre a criação de um conselho de estabilidade financeira e os esforços para uma reforma na regulação e supervisão financeira global, criação de novos fundos e novos meios de capitalizar o FMI para dar suporte à estabilidade global e aos líderes do G20", afirmou.

Os líderes do G20 --grupo de países ricos e em desenvolvimento-- irão se reunir na cidade norte-americana de Pittsburgh na próxima semana para revisar o progresso na luta contra a crise agravada pelo colapso do Lehman.

Tudo o que sabemos sobre:
MACROFMILIPSKY*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.