Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

FMI deverá aprovar hoje ajustes de metas da Argentina

O ministro de Economia da Argentina, Roberto Lavagna, definirá hoje com a missão do Fundo Monetário Internacional, os ajustes de metas do atual acordo assinado em janeiro passado, com final em agosto próximo, para adequá-lo ao novo cenário após a vertiginosa queda do dólar e de um menor índice de inflação do que tinha sido projetado. Segundo fontes do ministério de Economia, John Dodsworth e John Thornton, sub-diretor do Departamento Hemisfério Ocidental e encarregado do caso argentino, respectivamente, teriam aprovado as metas monetárias e fiscais. Essas duas matérias corriam risco de um veto do FMI após o Congresso ter aprovado a prorrogação por 90 dias das execuções hipotecárias, medida que vai contra alguns dos pontos exigidos pelo organismo. O governo deverá vetar a lei.

Agencia Estado,

12 de maio de 2003 | 09h48

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.