FMI diz que apóia novo acordo com o Brasil

O chefe da missão do FMI, Jorge Marquez-Ruarte, que está no Brasil para a penúltima revisão do acordo do País com o fundo, afirmou hoje o apoio do fundo para um novo acordo. "Nós estamos sempre dispostos a apoiar o que o governo brasileiro decidir", disse, ao deixar o Ministério da Fazenda, onde esteve reunido com representantes do Tesouro Nacional. Ele ressaltou, no entanto, que cabe ao governo brasileiro decidir sobre a possibilidade de renovação do acordo. Em junho, o diretor-gerente do FMI, Horst Kohler, já ofereceu ao ministro da Fazenda, Antônio Palocci, o apoio do fundo para a renovação do acordo, que terminal no fim deste ano. Hoje mesmo, o secretário de assuntos internacionais do ministério da Fazenda, Otaviano Canuto, disse, durante seminário em São Paulo, que a renovação do acordo com o Fundo Monetário Internacional (FMI) ainda não está decidida.

Agencia Estado,

28 Julho 2003 | 14h22

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.