FMI diz que há espaço para queda de juro no Brasil

O chefe da missão do Fundo Monetário Internacional (FMI) que está em visita ao Brasil, Charles Collyns, disse hoje, ao deixar reunião com o ministro da Fazenda, Antonio Palloci, que o Banco Central (BC) tem espaço para começar a reduzir os juros."A inflação está sob controle e está convergindo para os objetivos do BC." Ele ressaltou que a redução dos juros deve ser feita de forma cautelosa. Isso, segundo Collyns, ajudará a consolidar os progressos que já foram feitos. Ele também elogiou a atuação do BC na condução da política monetária. "O BC está indo extremamente bem, demonstrando aos mercados sua determinação de baixar a inflação", disse Collyns.Economia forteO chefe da missão do FMI disse que está "bastante impressionado" com o desempenho da economia brasileira. "A perspectiva é de que o Brasil continue indo muito bem", disse.Ele comentou que o desempenho das exportações do Brasil continua muito forte e que o governo deve continuar a seguir sua política de câmbio flutuante. Ele ressaltou que isso deve ser feito ao mesmo tempo em que é conduzido o programa de recomposição das reservas. Nos últimos dias, o Banco Central, aproveitando a queda das cotações, vem comprando moeda para justamente recompor suas reservas.RelatóriosEle explicou que a missão do Fundo retornará hoje a Washington e passará a trabalhar na elaboração de relatórios sobre a economia brasileira. Ele adiantou que estes relatórios deverão apresentar uma avaliação favorável ao Brasil. Segundo Collyns, a diretoria do Fundo deverá analisar os relatórios no começo de dezembro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.