FMI diz que progressos econômicos ainda são 'frágeis'

Em avaliação recente, órgão diz que desintegração da zona do euro não deve ser descartada.

BBC Brasil, BBC

17 de abril de 2012 | 11h30

O Fundo Monetário Internacional (FMI) dia que as perspectivas econômicas globais estão se fortalecendo gradualmente, mas que os progressos concretos ainda são frágeis.

Em sua avaliação mais recente, o FMI identifica os preços do petróleo e a crise da zona do euro como as principais ameaças.

O órgão também alerta que a desintegração do euro ainda não pode ser completamente descartado e que, se o processo realmente acontecer, pode ter um impacto maior na economia global do que o colapso do banco Lehman Brothers em 2008.

No entanto, o FMI afirma que uma desaceleração aguda da economia global agora parece menos provável do que há alguns meses. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
alsofmibancoprogressoscrisezonaeuro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.