FMI elogia números do Brasil e evita comentar juros

O chefe da missão do FMI que está no Brasil, Lorenzo Péres, afirmou que são, no geral, muito bons os números que está recebendo sobre a economia brasileira. "Estamos fazendo uma primeira conversa sobre a situação macroeconômica e as políticas para esse ano", afirmou Lorenzo em uma rápida entrevista à saída do Ministério da Fazenda, onde participou de uma primeira reunião com o ministro Pedro Malan. Ao ser questionado se haveria espaço para a redução dos juros, Lorenzo respondeu: "Tem que ver o conjunto de políticas. É muito cedo para falar. Juro e câmbio é uma coisa que é melhor não falar". Segundo Lorenzo, a crise da Argentina não foi tema do encontro com o ministro. Ele reconheceu, no entanto, que os problemas da Argentina são preocupantes. "É preocupante para todo mundo", afirmou. Sobre a possibilidade de revisão da meta indicativa para a relação dívida líquida e PIB prevista no acordo, o chefe da missão foi evasivo: "Temos que ver as coisas". A missão do FMI está no Brasil para a segunda revisão do novo acordo assinado no ano passado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.