bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

FMI: expansão dos EUA deve ficar em 1,9% em 2008

As projeções para o crescimento da economia norte-americana foram revisadas para baixo, para apenas 1,9%, tanto para este ano quanto para 2008, de acordo com o relatório do FMI Perspectiva Econômica Mundial (WEO, na sigla em inglês). De acordo com o fundo, nos Estados Unidos "sinais de que o crescimento, provavelmente, vai continuar abaixo da tendência justificaria maior redução do juro, desde que os riscos de inflação permaneçam contidos", avalia. A revisão do número projetado para a economia dos EUA em 2008 totaliza 0,9 ponto porcentual, o que representa a redução mais significativa na previsão de crescimento de um país contida no relatório. Em comparação, a revisão para o crescimento do país em 2007 foi de 0,1 ponto porcentual. "As maiores revisões de baixa para crescimento foram para os EUA", diz o Fundo. No entanto, para as economias avançadas como um todo, o FMI também cortou de forma significativa as projeções. A redução foi de 0,1 ponto porcentual para a taxa em 2007, estimada em 2,5%, enquanto o corte foi de 0,7 ponto porcentual para o PIB destas economias em 2008 (2,2%). Todos os países das economias avançadas e a zona do euro (13 países que compartilham a moeda) tiveram projeções reduzidas pelo Fundo ante o relatório anterior. Para a zona do euro, o FMI projeta crescimento de 2,5% em 2007 e 2,2% em 2008. Para o Japão, as projeções indicam taxa de 2% neste ano e de 1,7% no próximo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.