FMI: Fed tomou medidas certas para enfrentar a crise

O resgate orquestrado do banco de investimentos Bear Stearns feito pelo Federal Reserve (Fed, banco central americano) e o corte emergencial na taxa de redesconto dos EUA vão na direção correta e irão ajudar a evitar quebras sistêmicas nos mercados financeiros, disse hoje o diretor-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Dominique Strauss-Kahn. "O que o Fed fez vai na direção correta e é um sinal que irá ajudar a restabelecer a confiança nos mercados", afirmou.Os comentários de Strauss-Kahn foram feitos em conferência sobre reformas estruturais na Europa, organizada pela Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). O dirigente do FMI disse também que, embora os recentes desdobramentos dos mercados cambiais tenham deixado o euro sobrevalorizado, não há necessidade de intervenção dos bancos centrais nos mercados para impulsionar o dólar."O dólar oscilou em linha com seus fundamentos por um longo período, o que significa que sua queda era previsível. Agora a situação é mais tensa, mas os bancos centrais ainda não precisam intervir neste momento", disse o chefe do FMI. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.