FMI: impacto da crise pode ser significativo na Ásia

O impacto da desaceleração da economia dos Estados Unidos na Ásia poderá ser significativo, ao contrário das crises anteriores nos EUA, dado o aumento da ligação entre as duas regiões, diz o relatório de abril do Fundo Monetário Internacional (FMI), divulgado hoje. O alerta duro do FMI em sua análise econômica regional para Ásia e Pacífico contrasta com a de muitos economistas que têm dito que a demanda doméstica asiática irá compensar a redução das exportações para os Estados Unidos e outras economias maiores. A análise vem também depois do aviso dado na quarta-feira pelo Fundo de que os EUA poderão escorregar para uma suave recessão este ano. O FMI estimou que há 25% de chance de o crescimento da economia mundial cair para abaixo de 3% este ano, "o equivalente a uma recessão global". O relatório também discute, mais uma vez, a necessidade de câmbios mais flexíveis com uma apreciação ajudando de algum modo a conter a inflação na região. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.