FMI não está negociando empréstimos para Itália ou Espanha, diz Lagarde

Rumores no mercado financeiro apontavam que o FMI poderia oferecer até 600 bilhões de euros à Itália, a uma taxa de juros de não mais que 5%

Ricardo Gozzi, da Agência Estado,

28 de novembro de 2011 | 16h33

A diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, disse hoje que a entidade não recebeu nenhum pedido de ajuda financeira por parte da Itália e negou a existência de negociações com Itália ou Espanha em relação a empréstimos.

Nesta segunda-feira, o mercado financeiro especulava que o FMI poderia oferecer até 600 bilhões de euros à Itália, a uma taxa de juros de não mais que 5%.

Durante visita ao Peru, Lagarde disse a jornalistas que o FMI está em busca de uma solução "abrangente" para a crise que atinge diversas nações da Europa.

"Até este momento nós não recebemos nenhum pedido da Itália e também não estamos negociando com a Itália nem com a Espanha", assegurou ela. As informações são da Dow Jones.

 
Tudo o que sabemos sobre:
FMIItáliacrise

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.