FMI pede mais ações para estimular recuperação econômica global

Líderes do Fundo Monetário Internacional (FMI) disseram neste sábado que uma recuperação econômica global desigual está acontecendo e que governantes precisam tomar ações para fomentar um crescimento mais rápido e uma maior criação de empregos.

Reuters

20 de abril de 2013 | 16h50

"Nós precisamos agir decisivamente para fomentar uma recuperação sustentável e restaurar a resiliência da economia global", disse o comitê de liderança do FMI em um comunicado ao final da reunião anual da organização.

Bancos centrais das maiores economias do mundo devem continuar com suas políticas monetárias de adaptação, disse o comitê do FMI, e suas eventuais desistências de uma expansão monetária "deverá ser cuidadosamente gerenciada e claramente comunicada".

Por outro lado, tais iniciativas de liberação facilitada de recursos não podem, sozinhas, ser consideradas um estímulo suficiente, disse o comitê do FMI.

"Uma consolidação dos planos fiscais a médio prazo continua sendo crucial, em particular para os EUA e o Japão", disse o comunicado.

"A commodity mais em falta atualmente é a confiança", disse o ministro das finanças de Cingapura, Tharman Shanmugaratnam, presidente do comitê de liderança do FMI, em uma conferência de imprensa após a divulgação do comunicado.

(Reportagem de Tim Ahmann e Lesley Wroughton)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROFMIREUNIAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.