FMI pede mais ajuda a países pobres vitimados pela crise global

O diretor-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Dominique Strauss-Kahn, pediu nesta quinta-feira ajuda reforçada aos países pobres que foram vítimas da crise financeira global.

REUTERS

17 de setembro de 2009 | 16h56

Falando ao Centro para Desenvolvimento Global uma semana antes da reunião dos líderes do G20 em Pittsburgh, Strauss-Kahn estimou que países de baixa renda precisam de mais 55 bilhões de dólares em financiamento neste ano e no próximo.

Ele afirmou ainda que FMI pode fornecer cerca de um terço do financiamento adicional necessário aos países pobres por meio de novos recursos que os países membros prometeram.

"Uma nova ampliação da ajuda...é urgentemente necessária", disse.

Um dia antes, o presidente do Banco Mundial, Robert Zoellick, pediu aos líderes do G20 que aumentem os recursos aos países mais pobres e que não se esqueçam deles, enquanto as economias mais ricas gradualmente se recuperam.

Tudo o que sabemos sobre:
MACROFMIAJUDA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.