carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

FMI põe bancos sob pressão e só vê recuperação em 2010

Diretor do FMI diz que vê sinais de recuperação, mas que antes é preciso ação por parte dos bancos

EFE

15 de maio de 2009 | 09h04

O diretor gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Dominique Strauss-Kahn, afirmou nesta sexta, 15, que "não haverá retomada da economia enquanto os bancos não colocarem ordem em seus negócios".

 

Ele prevê que a virada da situação ocorra no último trimestre de 2009 e a recuperação mundial em 2010, desde que os bancos assumam suas responsabilidades. Strauss-Kahn assegurou que há sinais de recuperação financeira, mas pediu cautela.

 

"Prevemos uma retomada da conjuntura mundial para o primeiro semestre de 2010, e a virada da situação deve ocorrer em outubro, novembro ou dezembro de 2009", indicou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.