FMI promove reunião informal do Comitê no sábado

No encontro oficial também serão discutidos os principais aspectos para a reforma interna do Fundo

Nalu Fernandes, da Agência Estado,

11 de abril de 2008 | 23h08

O diretor-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Dominique Strauss-Kahn, disse que, no sábado, pela manhã, será promovido um café da manhã em um formato de reunião informal do Comitê Financeiro e Monetário Internacional (IMFC, na sigla em inglês) do Fundo, poucas horas antes da reunião oficial. Veja também: Ouça comentário do enviado especial Rolf Kuntz   Veja especial sobre a crise de alimentos   Cronologia da crise financeira   "Será um momento no qual os ministros das Finanças e os banqueiros centrais e diretores de grandes instituições do setor privado poderão discutir (sem formalidades) suas visões sobre a economia mundial", avaliou. O café da manhã informal vai reunir cerca de 40 a 50 pessoas, entres executivos da iniciativa privada e representantes oficiais dos países que integram o FMI, para "discutir, sem a formalidade do encontro tradicional, pois os encontros de Primavera e Anual têm de se tornar dois momentos no ano onde as principais questões sobre estabilidade econômica e financeira são discutidas entre diferentes participantes", afirmou durante a entrevista coletiva concedida na sede do Fundo, em Washington. No encontro oficial do IMFC também serão discutidos os principais aspectos para a reforma interna do Fundo, que engloba a questão de cotas e de gastos e receita do Fundo. Diante da crise atual, Strauss-Kahn acredita que não há outra instituição como o FMI para trabalhar na questão das relações entre o setor financeiro e economia real, o que "está em jogo hoje". O noticiário sobre as divulgações do Fundo neste encontro, diz Strauss-Kahn, mostram que o "Fundo está de volta".

Tudo o que sabemos sobre:
FMI

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.