FMI quer que Fed prepare mundo para alta de juros, diz FT

O Fundo Monetário Internacional (FMI) vai alertar nesta semana que Federal Reserve dos Estados Unidos precisa preparar a economia mundial para taxas de juros mais altas para "evitar rupturas nos mercados financeiros doméstico e internacional", informou hoje o jornal Financial Times. O relatório do FMI "Perspectiva da Economia Mundial", que será publicado na próxima quarta-feira, vai coincidir com o muito esperado depoimento do presidente do Fed, Alan Greenspan, sobre a situação da economia dos Estados Unidos.Embora saliente que o Fed tem ainda espaço "para manter uma uma instância monetária acomodativa". o FMI vai observar que "o terreno deve continuar a ser preparado para um futuro aperto monetário" diante da perspectiva positiva de curto prazo e pela necessidade de evitar ruptura nos mercados domésticos e internacional". Um rascunho do principal capítulo do relatório do FMI foi obtido pelo jornal espanhol Expansión. O documento havia sido preparado antes da divulgação de fortes números, criação de empregos e do salto inflacionário em março nos Estados Unidos. Após esses indicadores, os investidores estão precificando um aumento de 25 pontos-base na taxa de juros do Fed até agosto. Analistas observam que será importante acompanhar se Greenspan vai continuar a salientar que o banco central permanecerá "paciente" com a elevação dos juros ou se dará qualquer indicação da rapidez de um aperto monetário.O relatório do FMI diz: "Um desafio fundamental para os bancos centrais será o de comunicar suas intenções o mais claramente possível para os mercados, portanto reduzindo o risco de mudanças abruptas nas expectativas no futuro." Segundo o organismo multilateral, juros em alta nos Estados Unidos poderiam criar sérias dificuldades em mercados emergentes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.