FMI quer regras para os fundos soberanos

O Fundo Monetário Internacional (FMI) aprovou ontem um projeto de desenvolvimento de um guia de regras para a gestão de fundos soberanos de riqueza, destinados a investir o excesso de reservas de um país. O diretor do Departamento de Mercados Monetários e de Capitais do FMI, Jaime Caruana, informou que, no fim de abril, vai se reunir com representantes desses fundos estatais para discutir os detalhes. As propostas serão apresentadas nas reuniões do FMI em outubro.?Achamos que um melhor entendimento do papel e da prática dos fundos soberanos será benéfico para todas as partes?, sustentou Caruana, numa coletiva de imprensa. Ele também festejou um acordo, na quinta-feira, entre o Tesouro dos Estados Unidos e o fundo Abu Dabi para a fixação de princípios a serem seguidos pelos fundos de riqueza.Legisladores dos EUA estão preocupados porque fundos de investimento estrangeiros - muitos com base no Oriente Médio, na Ásia, sobretudo na China, e na Rússia - estão injetando bilhões de dólares em grandes instituições financeiras de Wall Street. Eles temem que o governo perca o controle sobre as suas atividades. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.