FMI recomenda à Russia usar receita de petróleo para pagar dívida

A Rússia deveria usar o impulso da receita gerada pelos preços recordes de petróleo e gás deste ano para antecipar o pagamento de sua dívida externa, disse o diretor-gerente do FMI, Rodrigo Rato. Assessores do Fundo distribuíram uma nota em que Rato exorta o governo russo a resistir às pressões para aumentar os gastos públicos usando a receita extra-orçamento do fundo de estabilização de petróleo. "O aumento na receita de petróleo deve continuar a ser economizada completamente", diz a nota. "Isso também ajudará a contribuir para desacelerar a valorização do rublo e permitirá a política monetária focar na redução da inflação", diz a nota. "Usar as economias acumuladas no fundo de estabilização para o pagamento da dívida externa seria totalmente consistente" com os objetivos de manter a inflação baixa e impedir a moeda de se tornar supervalorizada, disse Rato. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.