FMI: turbulência não deve representar risco para Ásia

Os sistemas financeiros na Ásia parecem bem posicionados para lidar com os efeitos da turbulência nos mercados globais, segundo o Fundo Monetário Internacional (FMI). "A recente turbulência dos mercados não deve representar risco sistêmico aos mercados financeiros da Ásia", prevê o Relatório Econômico Regional para a Ásia-Pacífico.No entanto, embora a região tenha sido menos afetada, não está totalmente imune. O documento do FMI reconhece a possibilidade de o estresse no mercado financeiro se transformar em uma desaceleração mais acentuada do que a esperada das exportações, mas pondera que esse quadro é compensado pelo crescimento da China e da Índia.Segundo o Fundo, a região tem sido menos afetada que EUA e Europa pelo tremor financeiro, porque não foi o epicentro da turbulência recente. O documento do FMI estima que o cenário futuro permanece favorável para a Ásia-Pacífico e acrescenta que os mercados financeiros asiáticos praticamente recuperaram grande parte das perdas que acumularam durante o mês de agosto.O FMI prevê crescimento da Ásia em 8% em 2007 e 7,2% em 2008. Na primeira metade do ano, o Fundo observou que o crescimento mais forte do que o esperado na China e da Índia foi puxado por investimentos.

NALU FERNANDES, Agencia Estado

19 de outubro de 2007 | 12h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.