FMI vai emprestar US$ 2,5 bilhões para Bielo-Rússia

O Fundo Monetário Internacional (FMI) vai emprestar US$ 2,5 bilhões para ajudar a Bielo-Rússia a lidar com os efeitos da crise financeira internacional. O diretor-gerente do FMI, Dominique Strauss-Khan, disse que o acordo stand-by de 15 meses será submetido à aprovação da comissão executiva do Fundo em janeiro. Se for aprovado, a Bielo-Rússia terá acesso imediato a US$ 800 milhões. Os acordos stand-by têm sido os mais utilizados pelo FMI. Eles garantem aos países retiradas de montantes específicos, em geral por um período de 12 a 18 meses, para lidar com problemas de curto prazo no balanço de pagamento. Recentemente, a Bielo-Rússia anunciou um crédito de US$ 2 bilhões da Rússia. O governo gastou suas reservas em ouro numa tentativa de defender o rublo bielo-russo. Os Estados Unidos e a União Européia (UE) têm criticado o presidente Alexander Lukashenko pelos 14 anos em que governa com mão de ferro a Bielo-Rússia.

AE-AP, Agencia Estado

31 Dezembro 2008 | 17h37

Mais conteúdo sobre:
crise financeira FMI Bielo-Rússia

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.