FMI vai reecomendar aprovação da revisão do acordo

O chefe da missão do Fundo Monetário Internacional, FMI, Jorge Marquez-Ruarte, disse hoje, após sair de uma reunião com o ministro Antônio Palocci, da Fazenda, que o Fundo vai recomendar a aprovação da revisão do acordo com o País. Se a revisão for aprovada pelo board do FMI, o Brasil poderá sacar a próxima parcela do empréstimo, de US$ 4 bilhões, afirmou. Ruarte disse que as metas para o Brasil não foram alteradas. O chefe da missão do Fundo afirmou ainda que durante o encontro com Palocci não foi discutida a renovação do acordo com o Brasil nem a flexibilização das regras do FMI. A flexibilização das regras vem sendo defendida por integrantes do governo para permitir que possam ser feitos mais investimentos nas áreas de infra-estrutura e social. Pelas regras do fundo, investimentos são considerados despesas no cálculo do superávit primário. Ruarte está no País para a penúltima revisão do acordo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.