FMI vê sinais de crescimento e inflação de 2004 sob controle

O chefe da missão do FMI, Jorge Márquez-Ruarte, afirmou hoje que ?já se vê sinais de crescimento? na economia brasileira. ?É muito difícil crescer quando não há confiança no País e nesse momento há confiança?, disse, citando a redução do risco Brasil e a confiança no governo e na política macroeconômica. Para ele, a inflação do Brasil está controlada este ano e "está controlada para 2004". Segundo ele, esse controle é evidente "e é por isso que o Banco Central está reduzindo os juros".Ruarte observou que a inflação de 2003 ficará próxima aos 8,5%. "A expectativa do mercado é de 9,5% e me parece uma expectativa razoável". Sobre 2004, Ruarte disse que a meta de inflação do governo para o ano que vem é de 5,5% e "todas as expectativas são de que a inflação vai chegar a isso ou muito perto disso". O chefe da missão do FMI afirmou que não está discutindo com o governo brasileiro a contabilidade dos investimentos das estatais para cálculo do superávit primário. ?O governo já fixou suas metas para este ano e para vários anos seguintes. Vamos apoiar essas metas?.

Agencia Estado,

03 de novembro de 2003 | 16h36

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.