Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

‘Foi realmente uma pancada violenta’

A indignação com alta dos preços da gasolina fez o narrador Silvio Luiz insistir com o homem forte da economia

Fernando Nakagawa e Anne Warth, O Estado de S. Paulo

20 de janeiro de 2018 | 21h00

Quartas ou sextas são os dias em que Silvio Luiz muda a rota do trabalho para casa por um compromisso. Na avenida São Gualter, no Alto de Pinheiros, o locutor esportivo estaciona o Gol 1.0 ano 2011 prata para abastecer. “Sempre no mesmo posto, sempre na mesma bomba”. Quando o tanque enche, tira um caderninho do porta-luvas e anota dia, mês, tipo de combustível e quilômetros rodados. Foi assim que começou uma cruzada contra a gasolina cara.

“Minha conta da gasolina passa fácil de R$ 500 por mês. Bem pouco tempo atrás não era mais de R$ 400”. Essa disparada de preço o levou a uma campanha pessoal que dura mais de um ano. “Antigamente, aumentar a gasolina era um escândalo. Hoje ninguém mais liga”, escreveu em 4 de janeiro de 2017 no Twitter. Aos poucos, as manifestações ganharam apoio de seus mais de 620 mil seguidores. 

Seguindo à risca o “acerte o seu aí, que eu arredondo o meu aqui”, o posto começou a reagir aos aumentos anunciados pela Petrobrás. Silvio Luiz passou a reclamar mais e elegeu alvos. “Qual é a mágica: gasolina sobe e a inflação desce? Conta outra, Meirelles”, reclamou em 14 de setembro ao ministro da Fazenda, Henrique Meirelles.

“Foi realmente uma pancada violenta. Não sei como os taxistas não aumentaram o preço”, diz. A indignação fez Silvio Luiz insistir com o homem forte da economia. Tantas mensagens deram resultado. Em 4 de janeiro deste ano, Meirelles respondeu com uma confissão. “Os preços da gasolina estão mais altos do que todos gostaríamos”, com uma breve defesa do atual sistema de preços da Petrobrás.

A resposta surpreendeu o narrador e foi comemorada por seus seguidores no Twitter. “Fiquei satisfeito com o fato de ter respondido, mas sei que ele pode ter feito isso porque dizem que quer ser candidato”, diz. “Mas coloca aí que sigo insatisfeito com o preço da gasolina.”

Tudo o que sabemos sobre:
Silvio LuizHenrique MeirellesGasolina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.