Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Força entrega reivindicação salarial amanhã à Fiesp

Os sindicatos filiados à Força Sindical do Estado de São Paulo devem protocolar amanhã a pauta de reivindicações de 16 categorias para a campanha salarial do segundo semestre. A minuta será entregue na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), na capital paulista. A expectativa dos organizadores é que cerca de cinco mil pessoas participem da manifestação.Apesar de fazerem uma campanha unificada, os sindicatos da Força Sindical têm reivindicações diferentes. Os metalúrgicos, por exemplo, querem um aumento salarial de 12%, ou seja, incremento real em torno de 8%, se confirmadas as previsões de inflação para este ano, além da adoção de um piso salarial único para a categoria, de R$ 900. Já os químicos reivindicam um aumento real de 5% e a adoção de um piso salarial de R$ 800. Querem também uma participação nos resultados em quantia referente a três pisos salariais.De acordo com Eleno Bezerra, presidente do Confederação Nacional dos Metalúrgicos da Força Sindical, uma das prioridades da campanha deste ano é o movimento contra as terceirizações. A organização quer que essa prática empresarial seja restrita às áreas de alimentação, segurança e limpeza. Se a questão não for aceita pelos empresários, o sindicato promete entrar com uma ação no Tribunal Regional do Trabalho (TRT). Segundo Eleno, a prática causa desníveis entre os funcionários, no que se refere às questões salariais e de direitos trabalhistas. "A terceirização cria trabalhadores de terceira categoria", afirma.

FELIPE MAIA, Agencia Estado

11 de setembro de 2007 | 20h54

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.