Força Sindical critica proibição de contribuição confederativa

A Força Sindical divulgou hoje uma nota contra a portaria do Ministério do Trabalho que proíbe o desconto da contribuição assistencial e confederativa. A Força informou que, em represália, suspendeu temporariamente a participação no Fórum Nacional do Trabalho.A Força pediu uma reunião urgente com o Ministério do Trabalho para discutir a questão. A central entende que a decisão "deixa vulneráveis os sindicatos e abre caminho para a retirada dos direitos consagrados dos trabalhadores na reforma trabalhista." A nota destaca nas discussões do Fórum Nacional do Trabalho "houve consenso de que todas as atuais taxas serão substituídas pela contribuição negocial, que inclusive deverá ser objeto de aprovação em assembléia".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.