Força Sindical defende novas reduções da Selic

A Força Sindical apoiou a decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) de reduzir a taxa Selic em 0,5 ponto porcentual, para 7,5% ao ano. Em nota, a entidade avalia que "o barateamento do crédito torna mais fácil a entrada do Brasil em um novo ciclo de recuperação econômica" e que "o governo está no caminho certo ao atender os apelos dos trabalhadores". A Força Sindical defende continuidade nos cortes da Selic.

AE, Agencia Estado

29 de agosto de 2012 | 20h40

"Sabemos que um crescimento vigoroso da economia é excelente para toda a sociedade, em especial para os trabalhadores, porque gera mais empregos e torna mais fácil a negociação por melhores condições de trabalho e melhores salários", destaca o texto, assinado pelo presidente em exercício da Força Sindical, Miguel Torres.

Para a Força Sindical, "o governo deve continuar a praticar esta política de redução da Taxa Selic para livrar o País da especulação financeira, que acaba consumindo e restringindo o investimento de recursos em educação, saúde, segurança e infraestrutura".

Tudo o que sabemos sobre:
CopomBCSelicsindicatos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.