finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Força Sindical entra com ação por revisão do FGTS

A Força Sindical ingressou nesta terça-feira com uma ação na Justiça Federal de Brasília reivindicando a revisão dos saldos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). A ação representa centenas de sindicatos filiados à central e pede a reposição de perdas que, de acordo com a entidade, chegam a 88,3%, por causa da correção errada da Taxa de Referência (TR) que é aplicada sobre o FGTS.

AE, Agencia Estado

28 de maio de 2013 | 17h01

"Desde 1999, o FGTS dos trabalhadores brasileiros está sendo corrigido de maneira errada. O confisco na correção chega a 88,3%. Só nos últimos dois anos, somam, aproximadamente, 11% de perda, na correção", diz a nota divulgada pela Força Sindical. O presidente da central, deputado Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), o Paulinho, recomenda aos trabalhadores que procurem os sindicatos para aderir ao processo.

Tudo o que sabemos sobre:
Força SindicalaçãoFGTS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.