Força Sindical quer redução de carga horária

O presidente da Força Sindical, Paulo Pereira da Silva, o Paulinho, esteve reunido com o ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, no hotel Meliá, em São Paulo, para solicitar apoio do governo na campanha de redução de jornada de trabalho de 44 horas para 40 horas semanais, sem redução de salários, e para pedir uma definição do governo sobre o fechamento dos bingos. "Lembrei ao ministro que o prazo de garantia de emprego dos trabalhadores termina no próximo dia 31 e o governo precisa decidir sobre os bingos. O ministro Dirceu me disse que o assunto será discutido internamente no governo", relatou Paulinho. O sindicalista entende que se houver alguma sinalização do governo para reabertura dos bingos, os contratos dos trabalhadores poderão ser suspensos temporariamente. Outra hipótese, segundo ele, é a de que o governo arque com as despesas do fechamento. "Sugerimos outra alternativa: de proibição apenas dos caça-níqueis e reabertura dos bingos", adicionou. A Força Sindical promete realizar na próxima quarta-feira, em todas as capitais do País, uma manifestação contra o desemprego.

Agencia Estado,

22 Março 2004 | 13h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.