Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Força:BNDES não financiará fusão que gere desemprego

A Força Sindical, que ontem ameaçou ir à Justiça para que o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) não financie a operação de compra de controle da Brasil Telecom pela Telemar, recebeu hoje esclarecimentos do banco. "O BNDES assumiu compromisso de não ir contra os conceitos da Força", disse o representante da central sindical no Conselho de Administração da instituição financeira, Ricardo Tosto. De acordo com ele, esses conceitos são: operações financiadas pelo BNDES não podem gerar desemprego; não podem tirar dinheiro de obras de infra-estrutura do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC); e não podem gerar prejuízos ao consumidor.Tosto e o diretor da executiva nacional da Força Sindical, Hebert de Passos Filho, informaram que levarão as informações do BNDES ao deputado Paulinho Pereira e à presidência da central sindical ainda hoje. De acordo com Tosto, não se pode falar especificamente da operação da Oi e da Brasil Telecom, mas sim de conceitos gerais.O representante da Central Única de Trabalhadores (CUT) no Conselho da Administração do banco, João Felício, afirmou que o banco deu garantias verbais de que uma operação entre as duas empresas de telefonia não vai gerar desemprego. De acordo com ele é importante ter uma empresa nacional forte no setor desde que isso não prejudique as empresas.

ADRIANA CHIARINI, Agencia Estado

15 de fevereiro de 2008 | 17h26

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.