Ford anuncia plano de reestruturação que fechará fábricas

O presidente do fabricante automobilístico americano Ford, Bill Ford, anunciou hoje que a companhia prepara um amplo plano de reestruturação que inclui "significativos fechamentos de fábricas". O anúncio do plano de reestruturação, que segundo Ford deve estar preparado até janeiro, coincidiu com a divulgação dos resultados da empresa no terceiro trimestre do ano, no qual teve perdas de US$ 284 milhões. No mesmo período do ano anterior, a Ford teve um lucro de US$ 266 milhões."Nossa indústria está começando uma espetacular reestruturação cuja necessidade é notável", declarou Ford, que se aventurou a dizer que a empresa enfrentará "dias difíceis".ResultadosA Ford registrou perdas no terceiro trimestre do ano no mercado americano (EUA e Canadá) que alcançaram US$ 1,2 bilhão antes de impostos, frente aos US$ 481 milhões do ano passado.No resto do mundo, as perdas antes de impostos foram de US$ 1,3 bilhões de dólares, frente aos US$ 609 milhões de 2004. Essas perdas se viram compensadas em parte pelo lucro de US$ 1,1 bilhão antes de impostos do departamento de Serviços Financeiros da companhia.No total, o faturamento e as vendas do segundo maior fabricante automobilístico dos EUA e terceiro do mundo foram de US$ 40,9 bilhões no terceiro trimestre, acima dos US$ 39,1 bilhões do ano anterior.As vendas de automóveis no mundo todo para o terceiro trimestre cresceram para US$ 34,7 bilhões dos US$ 32,8 bilhões do período do ano anterior. Por unidades, a Ford passou de vender 1.508.000 veículos para 1.531.000.Motivos para as perdasA Ford atribuiu as perdas de US$ 1,2 bilhão de dólares em suas operações americanas à menor reserva das concessionárias, a uma mistura de veículos desfavorável, um preço líquido mais reduzido e maiores custos de garantias e materiais.Na América do Norte, as vendas foram de US$ 18,2 bilhões, US$ 59 milhões a mais que em 2004. Na América do Sul as operações da Ford obtiveram um lucro de US$ 96 milhões antes de impostos, um aumento de US$ 37 milhões com relação ao resultado de 2004.Na Europa, as perdas do Grupo Ford foram de US$ 55 milhões (frente às perdas de US$ 33 milhões de 2004) com vendas de US$ 6,4 bilhões, US$ 500 milhões a mais que no ano passado.Com relação ao Grupo Automotor Principal (PAG, composto por Aston Martin, Volvo, Jaguar e Land Rover), as perdas ascenderam a US$ 108 milhões, abaixo dos US$ 171 milhões de 2004. As vendas do PAG foram US$ 6,8 bilhões, quando no ano passado somaram US$ 6,1 bilhões. Na Ásia-Pacífico e África, Ford/Mazda teve um lucro de US$ 133 milhões, melhorando os US$ 48 milhões ganhados em 2004.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.