Nacho Doce/Reuters
Nacho Doce/Reuters

Ford demite 364 trabalhadores de fábrica no ABC paulista

Grupo estava com contratos suspensos há pelo menos cinco meses, o chamado lay-off, e começou a receber ontem os telegramas de dispensa

Cleide Silva, O Estado de S.Paulo

11 Agosto 2017 | 12h27

A Ford demitiu hoje 364 trabalhadores da fábrica de São Bernardo do Campo, no ABC paulista. O grupo estava com contratos suspensos há pelo menos cinco meses, o chamado lay-off, e começou a receber ontem os telegramas de dispensa.

Na manhã de hoje, após assembleia realizada pelo Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, os trabalhadores da área de estamparia paralisaram as atividades, o que prejudica a produção nos demais setores. A Ford então anunciou folgas para todos os funcionários na segunda e na terça-feira, para futura compensação. A unidade produz o modelo Fiesta e caminhões e emprega, ao todo, cerca de 3,4 mil funcionários.

+ Servidores públicos ameaçam recorrer à Justiça por reajuste 

Em nota, a montadora informou que “nos dois últimos anos, a Ford adotou uma série de medidas para administrar o excesso de empregados decorrente da redução do volume de produção em São Bernardo do Campo, tais como PPE, PDV, lay-off e férias coletivas. Entretanto, devido à necessidade de adequar os níveis de mão de obra às demandas de mercado, estamos fazendo o desligamento dos funcionários da planta de São Bernardo do Campo que estavam em layoff”.

+ Após perder a liderança no País, Fiat sofre para criar novo campeão de vendas 

Segundo o sindicato, havia um acordo entre as partes fechado em 2015 que previa estabilidade no emprego até janeiro de 2018. A entidade aguarda encontro com a direção da empresa para discutir o tema.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.