Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Ford diz que não precisa de dinheiro do governo

A montadora norte-americana Ford informou ontem, em reunião com acionistas, que seu processo de reestruturação deve ser finalizado sem que a empresa precise de empréstimos de emergência do governo, e que ela pode voltar à lucratividade já em 2011.Os acionistas da Ford aprovaram o plano para capitalizar o fundo de assistência à saúde dos aposentados do sindicato United Auto Workers e rejeitaram pedidos para modificar a estrutura de votação e permitir que um porcentual menor de acionistas possa convocar assembleias especiais.A assembleia anual em Wilmington, no estado norte-americano de Delaware, aconteceu duas semanas depois de a Chrysler pedir concordata, em meio a preocupações do setor de que a rival GM possa seguir o caminho da Chrysler aos tribunais nas próximas semanas.O presidente do conselho da Ford, Bill Ford, disse que o ambiente da indústria é o mais difícil que ele já viu em três décadas de atuação, mas que ele continua confiante no plano de reestruturação da montadora. "Muito do tremendo progresso que fizemos foi eclipsado pela crise econômica de proporções históricas que começou no ano passado", disse ele aos acionistas. "Estamos passando pela transformação mais rápida e mais ampla de nossa história."Alan Mulally, presidente da Ford, disse que a empresa continua comprometida em adequar sua capacidade à demanda mundial e que prosseguirá com o programa de consolidação de revendas.

Reuters, WILMINGTON, O Estadao de S.Paulo

15 de maio de 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.