Fotoptica é vendida ao grupo Hal, da Holanda

O Pátria Investimentos, dono da Casa do Pão de Queijo e do laboratório Delboni Auriemo, vendeu 100% da sua participação na rede de óticas Fotoptica ao grupo holandês Hal. A Fotoptica tem 29 lojas próprias e 39 franqueadas em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Santa Catarina e fatura cerca de R$ 60 milhões por ano. O valor da operação, fechada na semana passada, não foi divulgado.Essa é a segunda aquisição dos holandeses no Brasil em dois meses. Em setembro, eles compraram a rede Fábrica de Óculos, com 29 lojas próprias na Bahia e Sergipe e faturamento de aproximadamente R$ 40 milhões. A julgar pelos seus últimos movimentos, o grupo pretende repetir no Brasil a experiência vivida na Europa. Lá, o Hal tem uma rede com mais de 2 mil óticas. ?Esse mercado é promissor no Brasil. Não existe nenhum grande líder, nenhuma rede nacional. São mercados desse tipo que estão atraindo a atenção de multinacionais?, afirma Marcelo Cherto, presidente do Grupo Cherto e especialista em franquias. ?Não tenho dúvida de que os holandeses vão expandir, vão comprar outras redes.?A Óticas Carol, criada em Sorocaba (interior de São Paulo) há exatos dez anos, é um alvo em potencial. A rede já tem 208 unidades, quase todas franquias, e deve faturar mais de R$ 100 milhões neste ano. É um fenômeno de crescimento nesse mercado. Um dos fundadores, Odilon Santana, foi procurado recentemente pelos executivos do grupo holandês. ?Houve um contato, mas não entramos em negociação. Nós não queremos vender. A Carol tem um resultado bom, cresce rápido por ser franquia?, diz Santana. ?O Brasil ainda é um mercado muito fragmentado. Tem 20 mil óticas e movimenta entre R$ 7 bilhões e R$ 8 bilhões por ano?. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.