Fotos íntimas com comentários ofensivos no Facebook rendem indenização de R$ 18 mil

Juiz afirma que 'internet não é nada, absolutamente nada, senão um pedaço do mundo real', e por isso as ofensas virtuais também devem ser penalizadas

Economia & Negócios

26 de janeiro de 2015 | 10h03

 SÃO PAULO - Três internautas de Itirapina, no interior de São Paulo, terão de pagar indenização de R$ 18 mil por danos morais a uma mulher que teve suas fotos íntimas divulgadas no Facebook. 

Os internautas fizeram comentários ofensivos em relação às imagens. A decisão é do Juizado Especial Cível de Itirapina. 

A mulher que teve as imagens espalhadas na internet alegou que as imagens foram interceptadas e publicadas depois que ela emprestou seu computador para amigos.

As fotos foram divulgadas em um perfil falso na rede social. A mulher identificou para a justiça as três internautas foram responsáveis pelos comentários e compartilhamento das imagens.

Para o juiz Felippe Rosa Pereira, apesar de não ser imputada ao trio a responsabilidade pela obtenção das imagens, os comentários gerados, contendo ofensas e xingamentos, 'atingiram a honra e a dignidade da autora' da ação. 

"Agiram desprovidas de alteridade, como se o 'alvo' de tanta ira não fosse um ser humano. Faltou bom senso e comedimento a todas, que demonstraram não compreender que a internet não é nada, absolutamente nada, senão um pedaço do mundo real. E por isso, lá, tal como cá, ações geram consequências. E são penalizadas", afirmou o juiz em sua sentença. Cada uma delas terá de pagar R$ 6 mil de reparação.

Tudo o que sabemos sobre:
FacebookItirapina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.